por F. Morais Gomes

18
Dez 10

Se há militante das causas da cultura e das ideias que nunca deixou de ver nos promontórios de Sintra pontos de partida para a missão da escrita e do questionar do pensamento português contemporâneo é este autor e crítico literário cada vez mais incontornável na paisagem cultural portuguesa. Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB em 1979 (O Outro e o Mesmo), Prémio Revelação de Ensaio Literário da APE/IPLB em 1995 (Portugal – Ser e Representação), Prémio LER/Círculo de Leitores em 2000 (A Visão de Túndalo por Eça de Queirós) Prémio Literário Fernando Namora em 2006 (A Voz da Terra), vai ser agraciado no dia 18 com a Medalha de Mérito Municipal da Câmara Municipal de Sintra, na Quinta da Regaleira.Português-Sintrense com a idiossincrasia própria de tal condição, há que aplaudir esse gesto simbólico que só enaltece quem o promove, incentivando-o para  o muito que ainda dele há que esperar, já com saudades desse futuro próximo e estimulante.Uns começaram, todos, temos de continuar.

publicado por Fernando Morais Gomes às 05:07

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13
17

19
22

26
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO