por F. Morais Gomes

21
Set 10

Na altura da  II Grande Guerra,em que se esperava sempre que as coisas piorassem à medida que o conflito se agudizava ,os ingleses popularizaram uma expressão que resumia o sentir e ansiedade com que cada dia era vivido quando procuravam notícias nos jornais:”no news, that’s good news”.

Nós por cá estamos um pouco na mesma, acordando diariamente com a angústia da nova má notícia do dia, se o aumento das taxas de juro, o corte nos vencimentos, mais um fogo ou uma calamidade, a crise da selecção, etc, parecendo que os deuses se abateram sobre este torrão ocidental.

É por isso que por cá nunca se é afirmativo ou positivo,as coisas são expressão dum karma onde se não piorar já não é mau.Ninguém diz que vai bem,”vai-se andando” ou “tem que ir”,como quem carrega um fardo e cumpre um fado, não vá o diabo tecê-las e as coisas piorarem  ainda mais.Ser português neste início de século é uma profissão de risco, onde só o tempo  ameno ajuda e o conforto de não piorar já não é mau .Mas bem vistas as coisas sempre foi assim, até na altura dos Descobrimentos havia velhos do  Restelo e o que é certo é que ainda cá estamos oitocentos anos de fado depois.Vai  ou não vai?Tem de ir!

publicado por Fernando Morais Gomes às 10:46

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
17
18

19
22
23
25

27
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO