por F. Morais Gomes

12
Set 10

Eis um escrevinhador sob a égide de Baruch Spinoza: "Interessam-me os factos humanos não para aplaudi-los ou censurá-los, mas meramente para compreendê-los". Porque não há só preto ou  branco, muito cinzento por aí há também.

Alguém disse que quem não é revolucionário aos 20 anos, não tem coração, mas quem é aos 40 não tem cabeça. Revolucionar é viver sossegadamente inquieto, buscando ítacas tangíveis nos mares revoltos da incerteza, num tempo em que Cristo e Marx voltaram para o baú da História, e o blogue solitário venceu as tertúlias de café pondo milhões a "comunicar" sem falar e  discutir sem argumentar, quando as críticas dispensam a voz sentida e exaltam o teclado solitário, desassossegue-se, pois, pelo meio de um café. Com adoçante.

publicado por Fernando Morais Gomes às 00:53

Cá estamos para seguir esta vertente mais pessoal e menos comunitária, mas acredito que igualmente interessante.

Cumprimentos
NS
Nuno Saraiva a 13 de Setembro de 2010 às 14:55

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
17
18

19
22
23
25

27
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO