por F. Morais Gomes

14
Set 10

Se tem saudades do Inverno, passe o Verão em Sintra, dizia-se antigamente , para ilustrar o clima cinicamente atlântico que por estas bandas sempre fez fica pé de se manifestar, e que por isso para muito aristocrata novecentista fazia dela um local suficientemente civilizado para veranear.

O clima de Sintra é, a bem dizer, “europeu”, comparado com o norte de África que é Lisboa, na pena avisada do Eça, desaconselhando pois  aventuras estivais próprias dos Algarves e outros lugares de classe média baixa. Creio mesmo que o clima ajudou à conquista do título de património da Humanidade. Sim, porque o delicious Eden tem tudo a ver com o tempo, que apesar de mau para os ossos é europeu e discreto, fora dos exageros  que só veleidades terceiro-mundistas podem apreciar.

Talvez por isso o Outono chega sempre antes a Sintra(a Sintra que começa no Ramalhão, entenda-se) com o seu ténue perfume e sensação de fim de algo que não se sabe bem o quê mas que em pessoas mais asténicas propicia depressão e nostalgia. É por isso que Sintra é bom para os escritores. Nenhuma obra prima da literatura foi escrita a esturricar ao sol, acreditem.

É nos fins de tarde que Sintra mostra como é diferente de outros lugares, e os seus musgos e araucárias rejubilam por mais um Outono ansiado.

publicado por Fernando Morais Gomes às 09:40

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
17
18

19
22
23
25

27
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO